quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Sobre as vozes, preconceito, intolerâcia e o perdão

     Você acha normal ouvir vozes?
    Se é ou não é normal, isso não nos importa muito. Pois, é fato que existem muitas pessoas que ouvem vozes que ninguém ouve, falam com elas e falam sozinhas.  
Muitos participantes do nosso grupo ouvem vozes ou falam sozinhos. O que nos preocupa é porque as pessoas tem tanto preconceito com isso? Falar sozinho é um hábito de muitas pessoas. Muitas vezes pensamos alto ou conversamos conosco mesmo.  Já as pessoas que ouvem as vozes contam que não tem controle sobre isso e que ouvir vozes de pessoas que ninguém vê, não é necessariamente uma coisa ruim. Tem gente que conversa com pessoas queridas que já faleceram, ouvem a voz da consciência, ouvem vozes de pessoas que conhecem e também ouvem vozes que pedem para eles fazerem coisas.
    As vozes falam coisas boas e ruins. Então é necessário avaliar o que fazer. É como na vida com as pessoas. As pessoas nos dizem coisas boas e ruins e por isso temos sempre que procurar ficar com aquilo que nos faz bem.
    É necessário colocar-se no lugar das outras pessoas antes de tomar uma atitude, nós também temos opiniões equivocadas e agimos de forma impulsiva, não percebemos muitas vezes que magoamos as pessoas.
  Ao falar sobre esse assunto chegamos a um ponto comum em várias situações vividas: o preconceito.
    O preconceito provoca intolerância que gera muito sofrimento. Tem gente que já foi discriminado e que já sofreu violência por ouvir vozes e falar sozinho.
   Achamos que o preconceito, a intolerância e a violência não resolvem nada e pensamos que é fundamental resolver problemas com diálogo, sem ter que brigar ou fazer coisas contra a vontade das pessoas.
    Entendemos que mesmo quando as pessoas são intolerantes e nos magoam devemos conceder o perdão. O perdão não é igual para todas as pessoas e devemos inclusive saber como lidar com isso. Tem gente que não guarda mágoa. Mas as vezes "pisamos na bola" com alguém e mesmo pedindo desculpa a pessoa ainda precisa de um tempo para conseguir nos desculpar.
     Temos que aprender a lidar com isso e encontrar a melhor forma de conviver com esse sentimento.

Equipe Tudo Acontece


"Do inimigo aperte a mão com doçura e sem rancor ao contato do perdão toda pedra vira flor"
                                                                                                            Rivaldo De Sousa